Faltando tempo para fazer scrapbook?

Faltando tempo para fazer scrapbook? Não se preocupe,  esse é um dilema mundial.

O mundo é cruel… Quando somos adolescentes nós temos tempo de sobra, mas não temos dinheiro, em contrapartida, quando viramos adultos temos dinheiro, mas já não temos tempo para fazer nada. Isso é ou náo é uma grande ironia do destino… Pois é… entre a casa, os filhos, o marido, o trabalho, o cachorro, entre outras cositas…  O tempo é algo realmente precioso. A sensação que temos é que precisamos de tempo… Tempo, tempo e mais tempo! Sem ele nada acontece. Mas o X da questão  é ? Você não tem tempo para nada ou a falta de tempo é apenas uma desculpa para as coisas que você não faz? Difícil né? Seja qual for o seu caso, se é o seu caso… Sem psicologia barata ou demagogia scrapística, eu realmente ando refletindo sobre essa questão. Eu acho muito legal poder compartilhar experiências.Ok… Começando por mim! Eu geralmente  tenho o tempo que preciso, mas eu prefiro culpar a falta de tempo mesmo! Aquela gaveta bagunçada, aquela pintura que  nunca terminei, as coisas que larguei pela metade… É tudo culpa do tempo… Sei lá,  vai entender… Esse talvez seja um dos meus maiores problemas, colocar a culpa no tempo! Isso é algo que eu venho trabalhando, e querendo ou não, o artesanato me ajudar a ser mais disciplinada. Se eu não estou com vontade de fazer ou de terminar algo hoje, eu não faço… Mas me dou um prazo  para terminar a obra inacabada…Rsss. Se o seu problema é o mesmo que o meu ou se o problema é a falta de tempo mesmo, eu te desafio para uma reflexão.

1. Esqueça a tarde perfeita: não fique esperando pela tarde perfeita, onde estão todos fora de casa, o marido saiu com as crianças, o cachorro não está latindo e você está divinamente inspirada.  Ao invés de ficar esperando o momento perfeito ou de ficar se  justificando, mude a estratégia. Se as crianças estão em casa, deixe que elas participem do seu trabalho, dêe material  a elas e deixe que elas também tentem produzir algo; coloque um filme; ofereça um jogo. Cachorro latindo ou vizinho escutando funk? Coloque  o seu mp3 ou iphod e escute as suas músiquinhas… Converse com o seu marido sobre os seus desejos e necessidades, ele pode ser um grande aliado! Enfim, não espere pela tarde perfeita, mas busque na sua realidade novas atividades e formas de disfarçar essas distrações.
s

2. Esteja pronta para scrapbook: faça uma lista das páginas que você deseja concluir,  fotos que  deseja tirar ou  imprimir . Então da próxima vez que você pegar na máquina, não se esqueça de tirar as fotos. No dia em que o trânsito estiver de matar qualquer um de raiva, comece a pensar e a anotar idéias que vier à cabeça, e ao chegar em casa, deixe o bilhetinho na porta da geladeira ou anote como tarefa na sua agenda.  Esteja disponível e atento as pequenas idéias e oportunidades.

3. Analisando atividades: O que você gosta de fazer e o que você faz com grande agilidade? Comece pelas atividades mais fáceis, e ainda pelas atividades que você faz em um minutinho.  Assim, é mais fácil ficar empolgado para fazer atividades mais complicadas ou chatas.  Eu por exemplo, adoro colorir,  por isso, eu sempre começo colorindo ou pintando alguma imagem, um desenho que eu carimbei, e ao ver aquela ” florzinha colorida” me dá uma vontade de fazê-la virar um cartão. Eu mudei minha estratégia, no dia em que estou com pouco tempo ou desanimada eu faço algo mais simples. Nos dias de inspiração eu busco por maiores desafios, e vou te dizer uma coisa, tem funcionado! Quanto mais você souber  do que gosta, mais você vai ser capaz de trabalhar com esse processo, em vez de trabalhar contra ele.

4. Reduzir o tempo de suas escolhas: Para  muitos scrapbookers, principalmente os indecisos,  a parte mais demorada do processo é a escolha. Escolher  as imagens, o papel, o layout,  os botões, que história, letras, adesivos … ack! Em vez de dar-te todo o mundo para escolher, limite suas escolhas. Tem dia que é necessário dizer a sí mesmo o que fazer, isso mesmo, impor limites, se não a coisa não vai pra frente. Diga a sí mesmo que vai selecionar algumas fotos, fazer uma página sobre o seu cão ou a utilização daquele papel que você comprou no mês passado. Tenha em mente exatamente aquilo que vai fazer e pronto…

Aí gente, tem coisas na vida que deveriam vir como uma fórmula pronta ou com uma bula… Infelizmente não é assim! Precisamos saber dosar entre impor limites e desafios e deixar as coisas fluírem… Isso depende do dia, do nosso humor, da TPM (rssss). De qualquer forma, pense que tudo  na vida é uma questão de escolha… Escolher entre esperar e agir, entre agradecer e reclamar, entre acreditar ou não…

No comments yet.

Leave a Reply